♥Bem-vindos ao Ananda Festival ♥

Temos um excelente programa para este festival, que começa com yoga de manhã e de tarde, meditação, mantras, seguido de oficinas de arte e conferências sobre alternativas sociais em paralelo durante o dia, terminando-o com concertos à noite.

Além disso teremos presentes artesãos que irão expor seus trabalhos e Terapeutas Holísticos.
Tudo isto englobado pela bela paisagem da Unidade Mestre Ananda Kalyani.
Todas as atividades serão facilitadas pelos artistas e promotores que procuram uma mudança interna e externa, para cada um de nós neste planeta… Ah e não se esqueçam de que toda a comida será vegetariana/vegana.

As crianças têm o seu próprio espaço, e vão jogar, descobrir, rir, cantar ….

14 de Julho

Sexta-feira

15:00 Chegadas e acomodação
18:00 Cerimónia de Abertura
19:00 Meditação & Kiirtan

Kiirtan e meditação colectiva facilitada pelo Dada Krsnananda (monge indiano).

20:00 Jantar
21:30 Concerto - Dada Veda

Dada Veda é professor de meditação e yoga, cantor e compositor. Originalmente de Nova York, ele palestrou, tocou e ensinou em mais de trinta países e actualmente vive nos Estados Unidos em Urbana, IL.

Em 1976, o Dada foi para a Suécia e inicio o treino para se tornar um monge de yoga a tempo inteiro, terminando o treino em 1977, onde se tornou um monge da Ananda Marga. O seu nome “Dada Veda” é uma forma abreviada de seu nome monástico completo, Acarya Vedaprajinananda Avadhuta. “Dada” significa irmão mais velho respeitado.

Em 2002 começou a compor suas próprias músicas, fundindo a sabedoria do yoga com folk, country e rock. O primeiro CD, “Brighter Than the Sun”, foi lançado em 2003. O CD foi gravado na Albânia, onde estava a fazer serviço social e a ensinar meditação. Na revista All Access Magazine, o crítico Rob Swick descreveu o álbum como “um conjunto de 13 músicas acústicas que devem deixar o ouvinte elevado, renovado e esperançoso para com o futuro”.

www.dadaveda.com

22:15 Concerto - Giita Rani

On our journey through life

we might come across many treasures

A rainbow spectrum of art weaves into

the landscape of open hearts

We are all creators and kin of the Divine Artist

The hour glass is turned,  it’s time to put the golden hat on

and share your pearls of wisdom and love

At this cross-road on the way, to the nearest place

the Inner Kingdom


www.giitarani.com

https://facebook.com/giitarani

23:15 Concerto - JAPA
FIM DO DIA 1

Off to sleep under the stars, for a fresh meditative start into the day!

15 de Julho

Sábado

07:00 Meditação & Kiirtan

Kiirtan e meditação colectiva facilitada pelo Dada Krsnananda (monge indiano).

08:00 Posturas de Yoga

Uma divertida e envolvente aula de posturas de yoga, liderada pelo nosso querido monge indiano Dada Tirtadevananda.

09:00 Pequeno-almoço

Our second delicious and wholesome vegan satvik meal will be served to what surely are a group of lovely and hungry travellers. To find out about what satvik is, please go here: http://yogainnewyork.com/vegetarian-diet/

10:00 Workshop 1 - Biodanza

Biodanza® é um convite à expressão dos potenciais vitais e um caminho em direcção à saúde física, emocional, mental e espiritual.

 É um sistema de desenvolvimento humano que num contexto grupal eleva o nível de saúde global, desenvolve a confiança em si mesmo, promove motivações saudáveis para a realização pessoal, aumenta a qualidade de vida, melhora as formas de comunicação afectiva e recupera a alegria de viver

Facilitadora: Sofia Marques

Biografia

Sou licenciada em Marketing e Publicidade.

Apaixonada pela vida e pela natureza, fui alargando os meus horizontes em busca de um desenvolvimento pessoal e espiritual. Entre várias actividades, workshops e experiências por que passei descobri o Sistema de Biodanza SRT (Sistema Rolando Toro), cuja formação e exercício profissional, principalmente em escolas, instituições e lares, abracei com entusiasmo.

Especializada em Crianças e Jovens através da extensão de Biodanza para crianças e adolescentes, iniciei esta minha experiência em Lares de Acolhimentos para Crianças e Centros Educativos, onde ainda me encontro, numa experiência muito gratificante e enriquecedora.

10:00 Workshop 2 - Homo Ludens Estéticus

O Homo Ludens Estéticus é uma pedagogia de auto-conhecimento individual e coletivo através do jogo cooperativo e da expressão artística constituídos por uma série de workshops.  Através do movimento, do lúdico e do traço das artes, voltamos-nos a experienciar a nós próprios em outras formas de projectar-nos e conceber-nos no espaço–tempo em relação com os outros e com a envolvente. A partir de diferentes sequências de exercícios experimentais em torno ao movimento do corpo ao ritmo de diferentes sons melódicos, do jogo coletivo-cooperativo e dos múltiplos traços da pintura e do desenho nos voltamos a ver, a imaginar e nos  habitar para nos re-criar no fluxo dinâmico do vai-vem da vida quotidiana.

Prahlad Fernando Aranda

Esta vez lhe tocou nascer no planeta Terra, especificamente na Cidade do México, mas acredita no Universo como a sua morada.  Artista Visual por profissão (mestrado em pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa), agitador de consciências por convicção. Como artista visual tem-se focado na Estética da Espiritualidade na Paisagem Natural interpretada na pintura, no desenho, na gravura e na fotografia, realizando diferentes exposições coletivas e individuais no México e em Portugal. No campo da educação artística tem dado aulas, cursos, e workshops em diferentes níveis académicos, desde o ensino básico até superior universitário. Também tem desenvolvido programas de educação informal artística que abarcam a multidisciplinariedade (entre outras áreas artísticas, pedagogias do jogo e do yoga), a inclusão social, e as práticas artísticas comunitárias com diversos grupos de crianças, jovens e adultos em diferentes países de Europa, América e Ásia. É membro coordenador do RAWA-Portugal (Renaissance of Artists and Writers Association – Portugal) organização internacional pelo desenvolvimento integral individual e coletivo através das artes.  Também é professor de Yoga no centro Ananda Marga – Lisboa.

11:30 Workshop 3 - Ao toque do Adufe. Canto e Dança
 – Leonor Narciso
11:30 Palestra 1 - Permacultura Social

Social Permaculture

13:00 Almoço
15:00 Workshop 4 - Danças Tradicionais Folk

“As danças folk tradicionais Europeias como a Chapelloise ou o Cercle circassien são danças de roda onde todos podem participar – desde crianças a avós, experientes em dança ou não – utilizando uma linguagem muito simples, mas muito eficaz em quebrar preconceitos e distâncias entre as pessoas.”

Alexandre Silva, 33 anos, assiduo do festival Andanças desde 2009, começou pouco antes a ter contacto com a dança, através de danças africanas, mas foi nesse mesmo festival que descobriu as danças folk tradicionais. Dinamiza diferentes eventos de dança na Covilhã e Fundão juntamente com outros grupos como as Danças em Transição na Covilhã.

15:00 Palestra 2 - Globalizar a Humanidade, Localizar a Economia

Problemas actuais e soluções à luz de PROUT

A Teoria da Utilização Progressiva (PROUT) foi, nas palavras do seu criador, o filósofo e mestre espiritual Prabhat Rainjan Sarkar, “criada para a felicidade e o bem-estar de todos os seres”. É uma nova abordagem socio-económica para caminharmos enquanto individuos, sociedade e planeta, em direcção a uma realidade mais sustentável, justa e saudável para todos.

Entre outras coisas, neste programa vamos ver, através de uma pequena história, o impacto negativo das actuais políticas económicas e como PROUT propõe soluções práticas que evitam situações sócio-económicas injustas ou desiquilibradas.

Nishita (Nuno Donato)

Eng. Informático de profissão, conheceu a Ananda Marga há 13 anos onde se iniciou nas práticas de yoga e meditação, tendo desde então participado e colaborado em diferentes actividades. Através de palestras, aulas e cursos, tenta ensinar e inspirar outros a mudarem positivamente as suas vidas.Foi também na Ananda Marga que teve o primeiro contacto com PROUT.

17:00 Concerto - Adufeiras do Paul

O grupo é formado por 20 elementos do sexo feminino, com idades compreendidas entre os quatro anos e sessenta anos que, devidamente trajadas, interpretam e representam com toda a alma, algum saber do nosso povo, da nossa identidade cultural.

O espectáculo “Cantos da Terra” com a duração de quarenta e cinco minutos, foi apresentado pela 1ª vez em Junho de 2005. Com este projecto “CANTOS DA TERRA” das Adufeiras da Casa do Povo do Paul, pretende-se o recolher de lengalengas, adágios populares, provérbios, orações, canções de todo o ano, que misturados com os sons dos adufes, das peneiras e pedrinhas, nos remetem para um jogo rítmico, para novas musicalidades das palavras sob a forma de um jogo poético.

Este trabalho surge como um trabalho etnográfico, de reinterpretação dos cantares das gentes ligadas ao campo, às festas e romarias. Trabalho donde saem novas linhas melódicas, donde sobressaem os sabores da tradição, originalidade e descontracção, sem perder o sabor ancestral das versões originais. O grupo trabalha sobre um repertório de grande qualidade, criteriosamente escolhido a partir das recolhas feitas, junto das gentes mais idóneas.

Este espectáculo inovador tem sido apresentado em diversos palcos do país e na Europa, conquistando e envolvendo quem assiste, afirmando-se como um projecto onde o som proveniente das vozes, pedrinhas da ribeira, adufes e peneiras, marcam a diferença.

https://vimeo.com/178889353

18:00 Posturas de Yoga

Uma divertida e envolvente aula de posturas de yoga, liderada pelo nosso querido monge indiano Dada Tirtadevananda.

19:00 Meditação & Kiirtan

Kiirtan e meditação colectiva facilitada pelo Dada Veda (monge).

20:00 Jantar
21:30 Concerto - Miguel Maat - Roots On Me

Miguel Maat é um músico cantautor  multi-instrumentalista português com um projeto World Fusion Music, onde alia ao Didgeridoo e à Harpa de boca, as sonoridades do Indie Rock e da música eletrónica.

“Roots On Me” é o nome do seu mais recente espetáculo no formato “One Man Band”, que antecipa o novo álbum ainda em estúdio, justo precursor do álbum “ANAK BAUK” lançado em 2016, um trabalho com uma forte componente ecológica e étnica, em defesa da Natureza e dos direitos das populações e Tribos indígenas.

Descubra o ritmo, a intensidade e a emoção, neste concerto único,em prol de um Mundo mais justo e sustentável.

BIO.

Desde tenra idade que o som fez parte da minha vivência diária, tendo encontrado permanente estímulo e apoio no seio familiar. Aos 12 anos já no Colégio Militar iniciei um percurso musical como projeto de vida, uma forma de expressar emoções, sentimentos e criar sensações. Desde então a guitarra e a voz têm sido as minhas companheiras inseparáveis de aventuras e desventuras. Em 2012, fruto do amadurecimento musical e da imensa paixão pela música, surgiu o meu primeiro álbum de originais “No Silêncio dos teus olhos” um álbum Rock de influências diversas, como Funk, Swing e Jazz. Neste mesmo ano apaixonei-me pelo som terreno e hipnótico do Didgeridoo. O que inicialmente foi interpretado como uma necessidade de exploração de sons em termos de fusão musical, rapidamente se tornou um estilo de vida, que culminou em 2013 com a abertura da Escola de Didgeridoo – Didge Creature. Nesse mesmo ano iniciei um ciclo musical distinto com o projeto Vertigem Sonora (Sons do Mundo) e posteriormente com o projeto Turquesa Relaxing Moments no âmbito dos concertos de relaxamento/meditativos.

www.miguelmaat.net

 

22:15 Concerto - Jyoshna & Kavita

Jyoshna fell in love with music at the age of two, when she heart Moonlight Sonata played by a pianist on the boat from England and Australia. From then on, music has been Jyoshna’s passion.

Her other passion is ethnomusicology and in 2010 Dr. Jyoshna  La Trobe completed her PhD in Music at the School of Oriental and African Studies (SOAS), University of London on “Marai Kirtan and the Performance of Ecstasy in the Purulia District of West Bengal, India”. Jyoshna’s research focuses on the ‘praise music of West Bengal (Rarh), India, as well as Maori and indigenous people’s music. She also has her own Collection of audio visual material housed at the World Music Archives, British Library (C1211).

An original composer, Jyoshna has authored many original albums including ‘Magnificence’ (2001) and ‘Unity Hours I and II’ (2010) as well as ethnographic material such as ‘Red Earth Song’. Recently Jyoshna composed music for the New Zealand feature film ‘Stars in Her Eyes’,(Dir. by Athina Tsoulis), completed a new album called ‘DharmaCakra’, Sanskrit songs for Meditation and one for charity called Avarta Kirtan live. Jyoshna is presently in London, working on new music projects with the group The New Dawn, Sunrise Education Trust and updating her collection of audio visual material on Rarh Music Culture at the British Library World Music Archives.

www.jyoshna.com

23:15 Concerto - DJ Anirvan Deva

Anirvan Deva deva cresceu num tempo em que o mundo estava cheio de ritmo e que afetou o seu próprio ser. Na música como na vida, a experimentação e investigação sempre foram pontos-chave de crescimento para ele. A sua visão de DJing é alimentada por uma compreensão universal da música que está aberta a todos os lados. Cruzando fronteiras entre géneros, o seu som tece os ritmos e tonalidades da dança eletrónica e fusão do Mundo numa ampla gama de tempos. Uma viagem sónica progressiva e eclética para um lugar mais profundo de conexão.

 

Ele nasceu em Itália e esteve sempre envolvido em projetos musicais nos últimos 20 anos. Mudou-se para Auckland há 6 anos e tem tocado na Nova Zelândia em festivais ecológicos como Prana, Earth-Beat, NZ Yoga Festival, Voices of the Sacred Earth. É residente mensal  nos eventos Dancing In The Park com Emote Trust.

 

Anirvan Deva também produz as suas próprias faixas e remixes. O conceito por trás deste projeto é partilhar mensagens relevantes e elevadoras para uma verdadeira revolução da consciência. Ele tem praticado meditação e um estilo de vida vegano por mais de uma década e é inspirado por aquelas pessoas que são movidas por um sentimento crescente de amor universal para fazer deste Planeta um lugar melhor para viver.


https://soundcloud.com/anirvandeva

https://www.facebook.com/AnirvanDeva
https://www.mixcloud.com/anirvan-deva

FIM DO DIA 2

Off to sleep under the stars, for a fresh meditative start into the day!

16 de Julho

Domingo

07:00 Meditação & Kiirtan

Kiirtan e meditação colectiva facilitada pelo Dada Krsnananda (monge indiano).

08:00 Posturas de Yoga

Uma divertida e envolvente aula de posturas de yoga, liderada pelo nosso querido monge indiano Dada Tirtadevananda.

09:00 Pequeno-almoço

Our second delicious and wholesome vegan satvik meal will be served to what surely are a group of lovely and hungry travellers. To find out about what satvik is, please go here: http://yogainnewyork.com/vegetarian-diet/

10:00 Workshop 7 - Dança Bio Energia

Dança Bio Energia – Meline

BIO vem do grego e significa vida

ENERGIA vem do grego energeia e significa FORÇA EM AÇÃO

BIO ENERGIA significa potanto FORÇA DA VIDA EM ACÇÃO.

Em despertar a consciência do nosso corpo por uma abordagem orgânica, a dança bio energia nos permite libertar as energias e tensões emocionais presas no esquema corporal errado.

Com a abordagem dos conceitos de eixo, centro e abertura e a escuta interior / exterior, podemos ler e realinhar a nossa postura corporal e assim permitir recuperar a livre circulação da energia de vida nos centros de energia principais.

O sentimento das nossas células assim animadas, nos permitirá viver um corpo vibrando, habitado pelo movimento da vida, deixando assim livre curso à expressão espontânea da nossa personalidade e a liberdade do corpo da nossa infância.

Tomamos assim consciência que graças a este trabalho em profundidade, tomamos em carga o nosso próprio, tornamos-nos autónomo e responsáveis pela nossa saúde e nosso bem-estar.

Tornando-se “canal” desta energia de vida, conectamos-nos à nossa unidade corpo – coração – espírito e sentimos-nos mais em harmonia com a natureza e o nosso ser interior.

Conteúdo:

-Respirações e posturas enérgicas, enraizamento, movimentos orgânicos.

-consciência do eixo sacro-occipital, o centro, e escuta interior/exterior

-abordagem técnica Moshe Feldenkrais e Wutao

-passos lentos e conscientes.

-experiências sensoriais, consciência do espaço e do grupo, paisagens interiores e improvisações.

-Meditação e integração

10:00 Workshop 8 - O Yoga do Som - Workshop de Kirtan

Com a líder de workshops internacional Dr. Jyoshna La Trobe e instrumentista de khol Kavita Neumannova.

– Experimentar o kirtan extático do ocidente e do oriente.

– Cantar as melodias e a música transformacionais do Kirtan

– Tocar ritmos e danças tradicionais

– Para qualquer pessoa interessada em experimentar alegria e felicidade

– Nenhuma experiência necessária.

Jyoshna tem mais de três décadas a liderar e a compor kirtans e canções. Os seus álbuns de kirtan expressam caminhos diferentes na jornada espiritual. A sua investigação de doutoramento sobre o kirtan tradicional de Rarh, é a primeira de sua espécie e é preservada nos arquivos World Music Archives e na Biblioteca Britânica para as gerações futuras. Kavita é a primeira mulher ocidental a aprender os ritmos tradicionais de Rarh. Têm feito performances juntas há dez anos.

11:30 Workshop 9 - Didgeridoo

Workshop de Didgeridoo (Iniciação e Intermédio)

Miguel Maat

Considerado o instrumento mais antigo do mundo, supõe-se ter sido inicialmente utilizado para comunicar entre tribos, tendo os instrumentos tradicionais designados Yidaki, sido introduzidos em cerimónias rituais, desde tempos imemoriais, pelo povo Yolngul. Nos anos 70, o instrumento galgou as fronteiras da Austrália, tendo dando origem a uma nova corrente de abordagens musicais.

É um instrumento de sopro com uma única nota base, enriquecida pela exploração de diversas capacidades sonoras, impostas pela utilização consciente do aparelho respiratório e muscular. A sua técnica mais característica consiste na respiração circular, que permite manter um fluxo contínuo de ar por forma a não interromper o som enquanto se respira.

O Workshop consiste numa introdução teórica sobre a origem do Didgeridoo, seguindo-se uma componente essencialmente prática, dedicada ao desenvolvimento das 5 técnicas base, com recurso a exercícios rítmicos e respiratórios. Existe ainda tempo para abordar os conceitos da terapia vibracional e da respiração circular.

Público alvo: a partir dos 5 anos.

Duração: 90min

Ministrado por Miguel “Maat” Sereno – Músico multi-instrumentalista, coordenador do projeto Relax’Vibr’ation – Didgeridoo Therapy.

Condições: Serão disponibilizados instrumentos feitos em PVC aos participantes. Quem possuir um instrumento e pretenda assistir ao evento poderá levar o seu próprio didgeridoo.

Inscrições limitadas a 18 participantes.

BIO.

Miguel Maat

Desde tenra idade que o som fez parte da minha vivência diária, tendo encontrado permanente estímulo e apoio no seio familiar. Aos 12 anos já no Colégio Militar iniciei um percurso musical como projeto de vida, uma forma de expressar emoções, sentimentos e criar sensações. Desde então a guitarra e a voz têm sido as minhas companheiras inseparáveis de aventuras e desventuras. Em 2012, fruto do amadurecimento musical e da imensa paixão pela música, surgiu o meu primeiro álbum de originais “No Silêncio dos teus olhos” um álbum Rock de influências diversas, como Funk, Swing e Jazz. Neste mesmo ano apaixonei-me pelo som terreno e hipnótico do Didgeridoo. O que inicialmente foi interpretado como uma necessidade de exploração de sons em termos de fusão musical, rapidamente se tornou um estilo de vida, que culminou em 2013 com a abertura da Escola de Didgeridoo – Didge Creature. Nesse mesmo ano iniciei um ciclo musical distinto com o projeto Vertigem Sonora   (Sons do Mundo) e posteriormente com o projeto Turquesa Relaxing Moments no âmbito dos concertos de relaxamento/meditativos.

Didgeridoo Workshop
11:30 Palestra 3 - TRANSIÇÃO - Resiliência Interior e de Comunidades

A Transição é um movimento internacional que surge no início do sec XXI, em que diversas iniciativas comunitárias espalhadas pelo mundo procuram construir comunidades resilientes capazes de lidar com o decréscimo do petróleo, alterações climáticas, crises económicas… Um dos pilares fundamentais deste movimento e que o diferencia de tantos outros movimentos ambientalistas, é a Transição Interior, a qual potencia momentos de reflexão, transformação… em conexão connosco próprios, com os outros e com o mundo natural. Qual o meu papel e acção no mundo?

Vamos abordar o movimento de transição, através de vivências colaborativas, em círculo e em grupos, promovendo a partilha de experiências e conhecimento do colectivo.

Margarida Sousa * Moks’a

Sou mulher, mãe, a criar condições para poder estar presente integralmente nos primeiros anos de vida da minha filha, em espírito comunitário. Co-fundadora das iniciativas de transição ” Madeira em Transição” e “Covilhã em Transição“, tendo colaborado activamente na Rede de Transição Portugal antes de ser mãe. Actualmente a nutrir os projectos ” Aldeia dos Girassóis” e “Casa do Brincar” no Fundão.

13:00 Almoço
15:00 Concerto Visual - Companhia Artística Sociedade Musical Simpatia e Gratidao
15:30 Encerramento - JAM Session

Programa sujeito a alterações.